Quem Somos

A Mia Vida foi criada com o objetivo de implemementar o maior número de castrações possível, trabalho que fazemos continuamente desde que o grupo foi fundado em 2007.

A partir de 10 de Abril de 2012, a Mia Vida assume sob sua responsabilidade 158 gatos que estavam sob responsabilidade parcial de outra Associação de Joinville.

Desta data em diante teremos como prioridade prover a alimentação destes animais, tratamento veterinário, atenção, carinho, local adequado (limpo, tranquilo, silencioso e seguro) e encontrar lares responsáveis.

Esclarecemos que não recebemos nenhum tipo de verba pública e não trabalharemos no sistema de Abrigo. Os trabalhos da Mia Vida são mantidos com doações de voluntários, colaboradores e simpatizantes que confiam no nosso trabalho, com a venda de produtos da associação, venda de rifas, brechós, entre outros.

Destes 158 gatos a maioria são adotáveis, mas existe uma parcela de velhinhos, doentes crônicos, ariscos e problemáticos que teremos que cuidar até o fim de suas vidinhas.

As castrações continuarão sendo feitas, porém em ritmo mais lento e de acordo com nossas condições.

Leia abaixo um pouco mais sobre a Mia Vida.

Somos pessoas que resolveram doar uma parte de seu tempo para os animais. Somos solidários a todos os animais. Fazemos um pouquinho por cada animal que aparece no nosso caminho, seja um cavalo com sede, um cachorro machucado, um coelho abandonado, um gatinho doente ou revirando lixo.

Todos nós trabalhamos, estudamos, temos família,  problemas para resolver  e  nossos próprios animais para cuidar. A ajuda  para os gatinhos abandonados é  voluntária, fazemos  no nosso tempo livre.  Esse trabalho enche o nosso coração de alegria e dá sentido à  nossa existência.

Trabalhamos mais diretamente com os gatos, entre os animais domésticos eles sempre foram injustamente perseguidos, mistificados, vilanizados  e rotulados, são acusados por defeitos  que  não possuem.  Sofrem muito preconceito por parte de pessoas desinformadas que não conhecem e não entendem um animal tão amoroso e especial como o gato.

 Alguns gatinhos são assustados, ariscos, mas isto normalmente é resultado de traumas na infância ou na vida adulta, também pode ser consequência  da vida em lugares estressantes, barulhentos, etc.

Há muitos anos trabalhamos como protetores independentes, alguns de nós como voluntários em outras instituições associado ao trabalho independente. Durante este tempo percebemos a falta de informação da maioria da população, desconhecendo  a existência da castração para fêmeas, e muitas pessoas em função da falta de recursos não conseguem arcar com esta despesa.

Inicialmente éramos em duas pessoas, aí outros foram se aproximando e querendo ajudar. O grupo Mia Vida existe há 5 anos  trabalhando com castrações, e surgiu do desejo de conseguir fazer um pouco mais e por mais animais. Em 2011 decidimos nos regularizar como Associação, assim poderíamos implementar mais ações que ajudem a minimizar o sofrimento dos animais. Nosso pensamento é baseado no princípio de que é melhor fazer pouco e  fazer bem feito.

A Associação Mia Vida foi oficializada como ONG no ano de 2011 e atua em Joinville/ SC.

NOSSO TRABALHO

Desde que o grupo existe  procuramos  viabilizar o maior número possível  de  castrações para animais domiciliados e animais de rua, tentamos conscientizar a população com relação aos direitos animais e sobre a importância da castração nos animais domésticos em geral.

Como não existem lares responsáveis suficientes para todos os animais  que nascem, nada mais lógico que tentarmos diminuir os nascimentos, só assim veremos menos animais abandonados, sofrendo e sendo maltratados.

De   acordo com a American Humane Association os números de reprodução de um felino são assustadores, como pode ser observado a seguir.

Projeção para reprodução de felinos:

1o ano 

      12   gatinhos

2o ano

      66   gatinhos

3o ano

      382  gatinhos

4o ano

     2.201  gatinhos

5o ano

    12.680  gatinhos

6o ano

    73.041  gatinhos

7o ano

   420.715 gatinhos

Total

   509.097  gatinhos

Com base nesses dados concluímos que:

  • Esterilizando 1 fêmea, em 7 anos não nascerão 509.097 gatos
  • Esterilizando 10 fêmeas, em 7 anos não nascerão 5.090.970 gatos
  • Esterilizando 100 fêmeas, em 7 anos não nascerão 50.909.700 gatos
  • Esterilizando 1000 fêmeas, em 7 anos não nascerão 509.097.000 gatos.

Portanto, se cada um de nós esterilizasse ao menos os próprios animais, já evitaríamos muito sofrimento.

Apesar do nosso objetivo serem as castrações,  os gatinhos sempre apareceram na nossa vida, algum atropelado sofrendo, uma ninhada abandonada nas portas da nossa casa, uma mãezinha com  filhotes, os machucados, e assim vai………… desta forma, montamos um esquema de lares temporários e  conseguimos dar uma vida melhor para alguns.

Não recolhemos e não mantemos Abrigo para animais, nossos gatinhos ficam em lares temporários e quando estão em tratamento em clínicas veterinárias.

Cada lar cuida de acordo com  a capacidade do local e disponibilidade de tempo do voluntário, quando um gatinho é adotado abre vaga para outro.

Procuramos ajudar o maior número possível de animais,  porém não resgatamos além da capacidade de espaço dos lares temporários e  da nossa capacidade financeira  em cuidar deles como devem ser cuidados.

Os animais resgatados chegam doentes, maltratados, subnutridos, assustados, e aqueles que já tiveram uma casa  e foram abandonados adultos – normalmente por motivos fúteis – ficam deprimidos, nestes casos é mais complicado, às vezes nem com muito cuidado, amor e atenção conseguimos evitar que eles percam a vontade de viver.

Muitas vezes sofremos, choramos, desanimamos, a nossa luta diária é árdua, lidar com o sofrimento dos animais é pesado, eles estão à mercê do ser humano, dos interesses pessoais e mais vís, as pessoas os consideram sua propriedade, um objeto para comprar, vender, maltratar e abandonar quando não interessar mais.

Os animais sob nossa responsabilidade recebem amor, todo o atendimento veterinário, e todos são castrados antes de serem encaminhados para um novo lar.

Os trabalhos da Mia Vida são mantidos com doações de voluntários, colaboradores e simpatizantes que confiam no nosso trabalho, com a venda de produtos da associação, venda de rifas, brechós, entre outros.

A Associação Mia Vida é contra qualquer tipo de exploração animal.  Trabalhamos somente pelos animais, estamos aqui por eles.

“UM MIADO MASSAGEIA O CORAÇÃO”